Elaborando uma instrução de trabalho

Compartilhe

Uma instrução de trabalho tem como função deixar clara as atividades exercidas durante um processo, ou seja, elaborar uma T.I ( instrução de trabalho ) ou uma P.O ( Procedimento de operações ) com certeza deve seguir de forma critica um passo a passo , pois será esta instrução que mais tarde servirá como conteúdo para treinamentos aos colaboradores envolvidos e também para que se tenha um processo bem claro diante de uma auditoria.

 

Através desta necessidade imaginei pontos importantes para elaboração de uma Instrução de trabalho, sendo eles:

 

- Fluxograma de processo

 

Nesta etapa deve ser considerado toda e qualquer atividade exercida no fluxo, ou seja, considerar processos de fabricação, descarte, inspeção , porém é claro não se deve esquecer do fluxograma, pois ele manterá a definição das etapas responsáveis neste processo.

 

- Recursos

 

Para que esta instrução esteja bem definida, considere todo e qualquer recurso utilizado neste processo, considerando, máquinas, instrumentos de medição, epis e outros tantos, pois nesta instrução você deve esclarecer por exemplo que no processo de inspeção o inspetor utilizará o paquímetro para medições, pois em muitas empresas, acabam esquecendo em definir quais os recursos necessários para utilização nas etapas, portanto avalie bem este ponto.

 

- Pesquisa de campo

 

Nada melhor do que buscar informação no próprio processo, pois é lá que a coisa acontece, pesquisa com os operadores deste processo quais as atividades exercidas e também quais as ações tomadas em caso de necessidade, pois é claro que muitos devem entender que apesar de mais fácil a prática nem sempre é mais correta, ou seja, verifique o famoso “ciclo vicioso” do processo.

 

Abaixo segue os tópicos em ordem, lembrando que este documento altera-se conforme o processo e ou sua função.

1. Objetivos e Abrangência

2. Documentos Correlatos

3. Descrição da Atividade

3.1. Processo

3.2. Qualificação do Executante

3.3. Qualificação dos Materiais

3.4. Validação e Acompanhamento

Antes de mais nada, deve-se avaliar todas as etapas de um processo, verificando todo seu comportamento em relação a:

- Operador
- Produto
- Cliente

Considerando que tudo tem um começo e fim, você deve realizar não somente sua descrição simples para futuro treinamento.

 

Lembrando que a instrução de trabalho tem como função básica definir todo o funcionamento de um processo, para que os envolvidos entendam o mesmo de um forma só, considerando que todas as suas etapas são fundamentais, e quando no caso de uma auditoria o mesmo tenha os seus processos definido e documentados ,procure avaliar dentro de auditorias internas as mudanças ocorridas no processo, pois é claro, que toda a mudança inicia uma atualização.




Zafenate Desidério Zafenate Desidério  /  Site do autor  /  Qualidade  / Data: 30/06/2009  / Views: 15.152 / Mais artigos deste colunista

Fundador e Editor do Portal Qualidade Brasil, com mais de 10 anos na área de Gestão da Qualidade. Acredita que o maior potencial de transformação na Qualidade é o ser Humano....