Gestão de Instrumentos de Medição

Publicado em: 04/12/2012


Compartilhe

A metrologia é o setor responsável pelo controle,aferição de instrumentos, medições de produtos conforme especificações e outras atividades relacionadas ao sistema de medição da empresa, tendo como objetivo principal a Garantia dos serviços e produtos da empresa conforme especificações.

A norma ISO 9001 através do item 7.6 - Controle de equipamento de monitoramento e medição onde fica claro que a organização deve definir os instrumentos necessários para os processos, garantindo assim as evidências de conformidades, portanto vamos neste artigo entender como realizar uma Gestão dos instrumentos através de 6 critérios.

  • Controle de instrumentos;
  • Treinamento;
  • Manuseio e limpeza;
  • Identificação;
  • Calibração;
  • Certificado de calibração;

Controle dos Instrumentos de Medição

Através do controle podemos realizar a Gestão de rastreabilidade dos instrumentos utilizados, lembro que este processo pode ser simples, onde através de uma planilha ou um sistema específico para o controle de instrumentos, podemos gerenciar informações relacionadas a prazo de calibração, resolução do instrumento, local de uso, número do último certificado de calibração válido.

Controle dos Instrumentos de Medição

Cada instrumento deve estar identificado com um código gravado no mesmo ou através de uma etiqueta, correspondente ao número da planilha de controle, facilitando sua identificação para manuseio interno e posterior calibração.

Treinamento

Um dos fatores mais importante é a capacitação de todos os participantes dos processos que utilizam o instrumento como ferramenta para inspeção, considerando que o mesmo instrumento possa ser manuseado de forma inadequada causando danos ao instrumento e também resultando em medidas erradas o que poderia gerar sérios problemas para a organização, pois através de uma inspeção incorreta, o cliente final será o maior prejudicado.

Um dos meios mais utilizados para capacitação além de cursos específicos para metrologia é o processo, onde o treinamento prático pode ser aplicado, e lembrando que este mesmo processo deverá estar adequado para o armazenamento temporário ou permanente deste instrumento.

Uma segunda opção além dos treinamentos é os alertas que podem ser colocados nas posições de trabalho, mantendo assim um padrão sobre o uso adequado e informações sobre este instrumento.

Quadros de Aviso sobre o Instrumento

Manuseio e limpeza

O manuseio e a limpeza são fatores determinantes para a vida útil do instrumento, cada um tem a sua particularidade no manuseio e no processo de limpeza, conservação e ajustes, assim como sua convervação deve atender as especificações que em muitos casos são indicadas pelos fabricantes.

Um dos problemas na limpeza de instrumento de medição é o procedimento inadequado, que dependendo da forma realizada pode acarretar na perda deste instrumento.

Identificação

Como já citado anteriormente, todo o instrumento de medição deve ter sua própria identificação, a ser definida pela organização, podendo ser etiquetas que em muitos casos são fornecidas pelos laboratórios de calibração, gravação elétrica (neste caso depende do instrumento), sempre indico que esta identificação seja fixa, no caso de etiqueta podemos colocar sobre a mesma uma base para sua melhor fixação e prevenção de danos a mesma.

Modelo de Etiqueta de Controle de Instrumento

No modelo de etiqueta acima temos o exemplo de um adesivo que pode ser utilizado para duas funções, primeira a identificação do instrumento e a outra é a indicação da próxima calibração deste instrumento.

Calibração

A calibração do instrumento deve acontecer por laboratórios especializados e que na sua maioria tem certificações que garante a Qualidade do serviço prestado em algumas áreas, tendo padrões rastreados pela Rede Brasileira de Calibração, abaixo relacionei algumas áreas atendidas por laboratórios de calibração.

  • Dimensional;
  • Torque;
  • Pressão;
  • Tempo;
  • Massa;
  • Temperatura;
  • Dureza;
  • Volume;
  • Elétrica;
  • Viscosidade.

O processo de calibração deve atender a necessidade de avaliação de aferição do instrumento e ajustes, onde este mesmo deve passar por rigorosos testes e por final sua calibração, sendo assim temos o instrumento novamente em condições de uso ou dependendo dos resultados o mesmo deve ser segregado como não conforme.

Certificado de calibração

O mesmo laboratório responsável pela calibração deve fornecer o documento chamado de certificado de calibração, onde neste deverá constar informações necessárias para rastreabilidade do instrumento.

  • Erro de incerteza;
  • Data de calibração;
  • Número de certificado;
  • Identificação do instrumento;
  • Resultados de aferição;

Demais dados conforme disposição apresentada pelo laboratório de calibração. Lembrando que este certificado devem ser incluído em um controle interno, onde além dos certificados controlados os instrumentos devem estar adequado a realidade de uso do mesmo e vice versa, portanto o gerenciamento destas informações devem estar atualizadas a situação real do instrumento e o seu certificado.

Lembrando que o período de calibração deve ser avaliado pelo seu nível de criticidade dos processos ou em caso deste mesmo apresentar dúvidas, o prazo de calibração pode ser consultado junto ao seu fornecedor de calibração de instrumentos, não existe prazo padrão, mas alguns instrumentos atendem algumas portarias.

Outra questão é o uso de instrumento fora dos critérios de aceitação, portanto podemos viabilizar o seu USO RESTRITO dependendo do processo e seus limites.

Espero ter auxiliado com este artigo, e você deixe suas perguntas no formulário abaixo e ou indique o próximo artigo do Portal Qualidade Brasil.



 

Zafenate DesidérioZafenate Desidério  /  Site do autor 

Canal: Carreira  /  Data: 04/12/2012 /  Leituras: 225

Fundador e editor de conteúdo do Portal Qualidade Brasil; Profissional na área da Gestão da Qualidade e administração; Desenvolvedor de sistemas para Gestão de empresas para indicadores e administração de empresas;...